terça-feira, abril 18, 2017

Lilás

De onde estou o céu parece ser a coisa mais bela a ser alcançada. Suas nuvens em pequenos pedaços, recebendo os primeiros raios do sol, em uma mistura de azul, amarelo e vermelho. É impossível olhar para baixo, estou no último nível.  Só se eu cair no esgoto, morrer e for para o inferno. Melhor ficar na realidade onde eu vejo melhor o céu, lilás, aqui deitado no chão.

sábado, abril 15, 2017

domingo, abril 09, 2017

Musa num coração vadio

Entre te amar e não amar nunca mais, escolhi carregar sua lembrança comigo. Acho que foi involuntário. Gastei muitas energias tentando te esquecer e não consegui. Pensei que aconteceria com o tempo, aquela coisa de novos amores. Mas isso é clichê. Ocupar a cama é fácil, difícil é o coração. Ainda mais quando é necessário esvaziá-lo antes. Me restou esvaziar e ocupar a mente. 

Esvaziar a mente nunca é fácil para quem não medita, não é santo ou budista. Não é fácil para quem não sabe controlar ou apagar lembranças. De uma mente inivaziável de ti. De uma mente que transborda amor por ti, me suja e se transforma em uma poça. Deslizo nela, vou ao chão. 

Inconsciente veneração. 

Levantar não parece ser opção, quando se ama assim. 

Fico aqui, onde todos pisam, onde passa o esgoto. Fico aos seus pés. 

terça-feira, janeiro 17, 2017

É preciso ter fé.

Na mídia,
Na justiça.
No governo,
Na intervenção divina.

É preciso ter fé,
No patrão,
Na igreja,
E no "irmão".

É preciso ter fé,
Na ordem e no progresso,
Na polícia,
No exército.

Ou...

No povo,
Na revolta,
E no caos.

No que você é,
Numa vida melhor,
Na mega-sena,
Ou no seu suor.

É preciso ter fé,
Na falta de fé,
No "eu te amo",
Ou algo qualquer.

É preciso ter fé,
Na sua vontade,
Naquele bêbado,
Na humanidade.

É preciso ter fé,
Em sua coragem,
Nas putas e travecos,
Nos bares da cidade.

É preciso ter fé,
Na sorte, na dor,
Na paz eterna,
No seu amor.

É preciso ter fé,
Na velha rima,
"Dor e amor".

Porque quem tem fé,
É um grande poeta.
E o que me resta,
A não ser ter fé?

sábado, dezembro 17, 2016

Bloco de notas na cabeceira

- Se imagine dentro de um cilindro indestrutível, onde sentisse um grande abraço, confortavelmente protegido. Sentiria claustrofobia e desejo de voar?

- para não enlouquecer, encontre algo que te dê algum propósito na vida, e que obviamente não te enlouqueça.

 
- Um dia pensei em me matar. Então lembrei que a vida ia se encarregar disso. Desisti.

- a fé é a maior de todas as poesias


- vivenciar o belo e o divino antes de morrer deve ser algo ao alcance de todos. Como sabemos quando isso acontecer? Você irá saber. Seus olhos te entregarão.

- como fazemos perguntas para nós mesmo. Muitas são desnecessárias ou sem respostas. Devemos nos perguntar: estamos fazendo as perguntas certas?

- de ressaca, vendo as nuvens, me lembrei do mar. Deu vontade de mergulhar no céu.